Artigos Cristãos: Crise Pastoral

6
1855

Artigos Cristãos: Crise Pastoral

 

A revista “Cristianismo Hoje”, publicou um artigo que gera muita preocupação já que fala sobre o crescente número de pastores que abandonam o ministério pastorado.
Com problemas de ordem financeira, saúde e familiar, esses pastores preferem estar longe de suas atividades, sem deixar de exercer suas crenças. Eles permanecem na igreja, mas não cumprem com suas tarefas como a de pregar, visitar, aconselhar e etc.

A matéria fala sobre o ministro José Nilton Fernandes de Lima, 41 anos, disse que pediu permissão a Igreja Presbiteriana Independente (IPI) em São Paulo no final de 2010, depois de passar quase 15 anos em problemas.
“Entrei em um processo de morte. Adoeci e tive que buscar ajuda médica para recuperar-me” disse o Pastor Fernandes que acaba de divorciar-se, o que aumentou sua dor pela perda constante e companhia de sua filha.

Ao longo do ano de 2011 a experiência ensinou a Nilton que é possível servir ao ministério pastoral sem conduzir uma igreja. “Já não acredito que um ministério pastoral somente pode ser exercido dentro da igreja, e que se é aplicado no interior do templo”.
Nilton casou-se novamente e retomou seu trabalho como pastor em uma IPI, desde então ele não é o único pastor que teve problemas com o cumprimento desse chamado.

A revista Christianity Today, também citou investigações desenvolvidas nos Estados Unidos que mostram uma alta taxa de “licenças” de pastores.
Sobre a deserção de pastores, o Instituto Francis Schaeffer, reforça com um estudo realizado por alguns anos, destaca que cada mês 1500 pastores deixam seus ministério por esgotamento moral, espiritual e incluso desacordos com a Igreja.
Na enquete do instituto, 57 % dos pastores admitiu que fariam suas igrejas locais, ainda que lhe gostariam um trabalho secular, se lhes dessem a oportunidade.

Outro estudo mostrou que os principais problemas que enfrentam esses ministros são a depressão, o estresse, a falta de preparação ministerial, a falta de contato com os assuntos da Bíblia, fora o casamento e a crise financeira.
Cabe destacar que no Brasil em um das principais denominações pentecostais do país, a Igreja do Evangelho Quadrangular (IEQ), com 30.000 afiliados, revelou em seus registros que houve desistência de 70 pastores em um único mês no ano passado.

As investigações realizadas nos Estados Unidos desenhou alguns dos problemas pastoral …

1. 70% dos pastores admitem que sofrem de depressão e estresse.
2. 80% deles não se sentem preparados para o ministério.
3. 70% dizem que só leem a Bíblia quando necessitam para preparar um sermão.
4. 40% tiveram relações extraconjugal
5. 30% admite ter reduzido suas próprias contribuições à igreja depois da crise financeira.

As consequências:

• 1.500 pastores deixam o púlpito cada mês.
• Estão buscando trabalho secular.
• De 2 a 3 anos é o tempo médio que duram os pastores para logo deixar suas igrejas e irem a outros ministérios.

Fonte: Renuevo de Plenitud

6 COMENTÁRIOS

  1. Infelizmente muitos dos pastores da atualidade não tem chamado é escolhido por ser genro do pastor presidente ou até mesmo filho,ou porque tem muito dinheiro conheço uma pessoa aqui na minha cidade que é tão mau caráter e mentiroso que nem a familia dele são membros de sua igreja fez um curso na quadrangular e hoje e pastor ,outro caso e um genro da pastora presidente da quadrangular ele contraiu uma divida de quase 40 mil estourou duas contas de uma de suas membras e fugiu para outro estado como era tempo de política a igreja assumiu a divida hoje ele voltou na cidade abriu outra igreja e só Deus sabe o que acontecerá,mas eu creio que Deus chama seus servos para o trabalho pastoral e mesmo com as dificuldades seu ministério e honrado por Aquele que o chamou amém, a Bíblia nos alerta sobre os falsos mestres isso e muito fácil de identificar se as pregações de um pastor vem de encontro com o pecado ou só apresenta palavras de benção fique atento povo de Deus.

  2. “Acredita na igreja”? Quem disse que fomos chamados a “acreditar” na igreja? Fomos chamados para sermos a “igreja”, corpo de Jesus Cristo, formado e constituído por pessoas salvas, mas que são ainda falhas e pecadoras! Ou a vc, Magda Rocha, não é pecadora?
    Agora, Jesus sim, é digno de confiança e crédito, ok?
    Abraços

  3. Cada vez fica mais difícil de acreditar na igreja, só firmo mesmo é no senhor Jesus, porque tem muitos pastores pregando aquilo que não vive e envergonhando aqueles que fazem a abra com exelência.

    • Então você Magda Rocha não acredita em você mesmo, pois a igreja somos nós. E o alvo a ser atingido, os nossos olhares tem que está voltados para JESUS que é perfeito e SANTO de forma infinita, se olharmos para a falha de A e B, então não vamos mesmo servir a DEUS em lugar nenhum… Pense nisso!

    • filhos pastor tem passado por tantas coisas que só a mulher de pastor sabe o que isso! quero te dizer uma é problema com membros dificudade com financeiro, conjugal ( a mulher nem sempre esta preparada com determindas situações. não é facil, mais é gratificante quando alguem é liberto aceita Jesus, sai das drogas se forma obreiro ou até pastores esse é o salarario de um pastor é ver as pessoas sendo curadas e renovadas pelo poder de Jesus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here