Ministério Infantíl: Dia das Crianças !

4
378


DIA DAS CRIANÇAS NA IGREJA SIM!!!

Uma boa festa para o Dia das Crianças em sua igreja começa claro com um bom planejamento, por isso hoje estou postando um roteiro de uma festa chama : Criança Gosta de Festa.
Tem idéias bem legais. Sabemos que o ministério infantil é muito especial, porque plantamos a semente em boa terra e que ao regarmos com amor e alegria, colheremos frutos simplesmente maravilhosos.
Começarei a postar diariamente idéias, dinâmicas, teatros para o dia das crianças se programem e curtam essa maravilhosa preparação para regarmos ainda mais nossas sementinhas de Jesus !!!

CRIANÇA GOSTA DE FESTA
Fernando Carneiro de Morais

I. FAÇA UMA FESTA
A. As crianças são atraídas por festa
B. A Bíblia fala de festa
C. A oportunidade do evangelho pode estar na festa

II. ORGANIZE SUA FESTA
A. Sonhe com a festa
B. Veja quem você vai convidar para a festa
C. Defina a data e o horário da festa
D. Escolha o local da festa
E. Pense no tema da festa
F. Prepare a alimentação da festa
G. Cuide da diversão da festa
H. Planeje o programa da festa

III. PROGRAME SUA FESTA
A. JESUS AMA AS CRIANÇAS

1. PROGRAMAÇÃO DA FESTA
a) Recepção
Receba as crianças com alegria. Faça etiquetas adesivas escrito “Jesus ama o (a) nome da criança” e cole nas crianças. Deixe um CD tocando com músicas alegres enquanto todos os convidados chegam.
b) Boas-vindas
Quando estiver pronto para começar, reúna as crianças e fale da alegria de estarem juntos.
c) Cânticos

Louve, Cante e Ore
d) Brincadeiras
e) Cânticos
Vou Anunciar
Um Bom Amigo É
f) Lição
Jesus Ama as Crianças
g) Apelo
h) Memorização
“Deixai vir a mim os pequeninos, não embaraceis, porque dos tais é o reino de Deus” Marcos 10:14
i) Especial
Fantoches
j) Cântico
Célere a Vida em Cristo
k) Lanche
l) Lembrançinhas

2. PREPARATIVOS PARA A FESTA
a) CONVITES
Um papel A5 dobrado ao meio. Por fora desenhe motivos de festa (balões coloridos, por exemplo). Dentro faça um grande coração e dentro escreva o nome do convidado e as informações da festa.
b) DECORAÇÃO
Decore como uma festa de criança, com balões coloridos. Se você tem filhos, podem ser os amigos deles. Se não, podem ser os filhos dos seus amigos e vizinhos. No dia da festa marque na lista os que vierem. Marque também aqueles que receberem Jesus para que você trabalhe mais com eles.

3. RECURSOS VISUAIS
A lição está na revista. Use as figuras como estão ou amplie em xérox colorido e cole em papel cartão. Depende do tamanho da sua festa. O versículo deve ser visualizado. Pode ser dentro de um grande coração colorido. Ele pode até já fazer parte da decoração da festa.

4. MÚSICAS
As músicas sugeridas fazem parte do CD “Celebrando a Vida em Cristo” do Kit de EBF “Volta ao mundo com Jesus”, vendidos separadamente na APEC©. Você pode cantar outras músicas que conheça que falem do amor de Jesus pelas crianças.

5. ESPECIAL
Improvise uma história de fantoches com três personagens. Um menino que acha que ninguém o ama, uma menina que tenta convencê-lo do contrário e um adulto que explica aos dois que Jesus ama.

6. BRINCADEIRAS
Jesus ama. Dê a cada criança um cartão em forma de coração escrito “Jesus Ama” e uma caneta ou lápis. A um sinal a criança deve assinar seu próprio nome no cartão e sair em busca de mais assinaturas das outras crianças e pessoas que estiverem na festa. Depois de um ou dois minutos, dê outro sinal para pararem.
Verifique a criança que conseguiu mais assinaturas.
Jesus me ama, eu sei!

7. LANCHE
Tenha um coração colorido de papel cartão escrito “Jesus ama você” (seria interessante se fosse o próprio nome da criança) com balas e bombons grampeados ao redor.

B. A FESTA DAS CORES
Use algum método de evangelismo com cores (Livro sem palavras ou outro)

1. PROGRAMA DA FESTA

a) Recepção
Receba as crianças com alegria. Faça etiquetas adesivas nas cores amarelo, vermelha e verde com o nome da criança e cole nas crianças. Deixe um CD tocando com músicas alegres enquanto todos os convidados chegam.

b) Boas-vindas
Quando estiver pronto para começar, reúna as crianças e fale da alegria de estarem juntos.

c) Cânticos
Exaltação a Deus
O Senhor é a minha força

d) Brincadeiras

e) Cânticos

f) Lição
Apresente o evangelho usando algum método com cores.
g) Apelo
h) Memorização
“Porque Deus amou ao mundo” João 3:16ª
i) Especial
j) Cântico
k) Lanche
l) Lembrançinhas

2. PREPARATIVOS PARA A FESTA
a) CONVITES
Faça círculos em papel dobradura nas cores do Livro sem palavras. Cada círculo de uma cor deve ter tamanho diferente dos das outras cores. Cole um dentro do outro por ordem de tamanho. No centro escreva o nome do convidado. Ao redor vá escrevendo as informações da festa.
b) DECORAÇÃO
Decore o local com balões, faixas, toalhas, copos, guardanapos, etc, nas cores do Livro sem palavras.

c) LISTA DE CONVIDADOS
Tenha uma lista das crianças que convidou para a festa. Se você tem filhos, podem ser os amigos deles. Se não, podem ser os filhos dos seus amigos e vizinhos. No dia da festa marque na lista os que vierem. Marque também aqueles que receberem Jesus para que você trabalhe mais com eles após a festa.

3. RECURSOS VISUAIS
Escolha o método que você for usar e faça do tamanho apropriado para o número de convidados da sua festa. O versículo pode ser um cartaz já usado para a decoração da festa.

4. MÚSICAS
As músicas sugeridas para esta festa estão no 2° volume dos Cânticos de Salvação para crianças, publicado pela APEC©. Você pode cantar outras músicas que conheça e falem do plano da salvação.

5. ESPECIAL
Improvise uma história de fantoches onde um menino tem na mão o Livro sem palavras e, encontrando uma amiguinha, resolve falar com ela sobre ele.
Divida as crianças em três times conforme as cores das etiquetas (se forem poucas crianças divida só com duas cores). Faça uma competição entre as cores.

6. BRINCADEIRAS
Corrida do tatu. Cada time se posiciona em fila, com os pés afastados formando um túnel. A um sinal, o último da fila deve engatinhar por debaixo das pernas dos companheiros e se posicionar na frente da fila e assim até que o que estava em primeiro volte a sê-lo. Ganha o time que fizer em menos tempo.
Gosto secreto. Tenha uma caixa grande com vários lápis de cor dentro. Cada criança recebe um cartão branco. Tenha uma caixa grande com vários lápis de cor dentro. Cada criança recebe um cartão em branco. A um sinal, uma criança de cada time vai até a caixa e colore o cartão com a cor preferida. Volta ao seu lugar sem permitir que ninguém veja que cor escolheu. Quando todos tiverem ido, ganha o time com a maior variedade de cores ou o time que todos escolheram a mesma cor.

7. LANCHE
Além de sanduíches e salgadinhos, tenha docinhos nas cinco cores do Livro sem palavras.

8. LEMBRANCINHAS

IV. O COMPROMISSO COM SUA FESTA
Sua festa não será apenas um momento de lazer para as crianças, será também a oportunidade de conhecerem e receberem a Cristo como salvador. Tenha um compromisso de, primeiro, realizar a festa. Também de orar pela programação e pelos convidados que virão. Preencha e assine o compromisso abaixo e esforce-se para fazer o melhor para o Senhor.

4 COMENTÁRIOS

  1. SOS- misericórdia para as crianças

    Ivone Boechat

    A sociedade vive sobressaltada, de cabelo em pé, com o resultado do seu próprio estilo de vida. É muito barulho pra todo lado. Aí, a própria família, essa que reclama tanto do incômodo, basta alguém comemorar o aniversário e o barulho é o primeiro convidado a chegar. Nas festas de casamento então, o barulho chega de fraque e cartola. Os convidados, coitados, que imaginavam rever amigos e botar o assunto em dia, nem pensar. Ninguém consegue falar, só se gritar para saber, pelo menos, como o outro vai. Aliás, na primeira chance as pessoas vão saindo, estressadas e frustradas. É para economizar o consumo? É chic? É moda? É claro que um fundo musical na festa é maravilhoso! Mas, por que tanto volume? E não adianta pedir para baixar o som, o profissional contratado, o dj, tem poder; manda na festa e você pode morrer fuzilado com uma guitarra apontada para o seu ouvido que ninguém socorre ninguém.

    Por onde anda a educação?

    As crianças não escapam dessa maluquice de botar o som em último volume nas comemorações, pasmem, a partir de um ano de vida! Mas reparem como os pimpolhos homenageados se comportam na festa: desesperados, choram, querem tirar a roupa, os sapatos, os penduricalhos do cabelo, e geralmente os avós ou algum voluntário bom samaritano sai com a vítima aos farrapos, para dar uma volta lá fora, onde o aniversariante acaba dormindo, aliviado, longe dessa zoeira horrorosa! É um caos! Enquanto isso, uma nuvem de sofredores de tenra idade se esforçam para ficar na festa, anestesiados pela esperança de ganhar os brindes. Ufa! Que sacrifício! A maioria chega a casa e haja mecanismos para baixar a overdose de adrenalina.

    A Escola não pode de maneira nenhuma se omitir na educação sobre o uso inteligente do som.

    Os profissionais têm também que baixar o volume dos equipamentos utilizados nas aulas. É um horror! Os professores devem reduzir o volume da voz. Por que gritar tanto assim? Numa conversa normal, com pessoas educadas falando, o decibelímetro marca 30, 35 decibeis! Imagina o incomodo de quem é obrigado a participar de uma aula com 60 decibéis ou mais dos professores que só gritam? O resultado é este que se registra: de cada cinco crianças, nas três primeiras séries do ensino fundamental, somente uma é capaz de ler e entender uma frase escrita! É só porque o professor grita? Não! Claro que não, mas que a gritaria interfere, ah! Interfere, sim.

    “O excesso de ruído causa na massa cinzenta um estímulo desnecessário, que a deixa acelerada, sem motivo. Ficamos em alerta, como se estivéssemos em perigo”, explica Fernando Pimentel de Souza, neurofisiologista da Universidade Federal de Minas Gerais. Isso significa produção em excesso de cortisol, o hormônio do estresse, em picos estratosféricos, no organismo. “É uma estratégia de defesa, que o próprio cérebro, agredido, articula”, justifica o psicólogo Esdras Vasconcellos, da Universidade de São Paulo. Faz sentido, por se tratar de uma reação que prepara o corpo para se proteger de um possível problema”.

    “O ouvido é o único sentido que jamais descansa, sequer durante o sono. Com isso, os ruídos urbanos são motivos a que, durante o sono, o cérebro não descanse como as leis da natureza exigem. Desta forma, o problema dos ruídos excessivos não é apenas de gostar ou não, é, nos dias que correm, uma questão de saúde, a que o Direito não pode ficar indiferente”.
    .
    Excesso de som altera a química cerebral: barulho excessivo das indústrias, canteiros de obras, meios de transporte, áreas de recreação, recreio da escola, festas, reuniões, etc. “A Escola localizada no centro nervoso das cidades tem o ensino prejudicado. Pesquisadores da Universidade de Berkeley, nos Estados Unidos, ao avaliar os efeitos do som do trânsito diurno em alunos do 7º ano, chegaram à conclusão que alunos que estudam em escolas localizadas em áreas de tráfego intenso tiveram pior resultado nos testes de leitura – uma defasagem de sete meses – em relação às turmas de instituições situadas em áreas mais silenciosas”.

    Então, mãos à obra: família, escola, igrejas, amigos, todo mundo; baixem o volume do som! Use-o, com inteligência!

  2. Mto legal suas ideias adorei, quero por em praticas no meu ministério infantil tenho certeza que as criancas vão amar e vou mandar noticias a vc com fotos se possível. Agradeço a Deus pela vida de vcs que nos ajudam nesta caminha.

  3. posso colocar sua idéia em meu site?
    caso vc libere eis o que farei:
    copiarei sua ideia na minha página infantil e anexarei a sua autoria como vc designar assim é claro que passar pelo admin. da nossa instituição e junto ao presidente Pr. Alexandre M.

Deixe uma resposta