Estudo Cristão: A Vida e o Rio

Estudo Cristão: A Vida e o Rio

Texto Chave: Isaías 48.17,18

Introdução: Deus, na sua grande sabedoria, compara um servo seu à paz de um rio. Estudemos as lições de um rio para entender como deve ser a nossa vida.

I – A SINGULARIDADE DO RIO

Só existe um rio em todo o mundo com suas características. Todos eles se diferem em alguma coisa, quer seja no comprimento, na largura, no relevo, onde deságua, ou seja todos têm suas particularidades. Assim o crente, nenhum é igual ao outro. Cada um é singular e Deus entende particularmente, sabendo o nome, o caráter, a personalidade, a maneira de cultuar, enfim toda a atitude do coração. Assim como o rio tem seu leito particular, assim também o crente tem seu lugar na Igreja e não precisa ocupar o lugar de outro.

O rio também é ímpar na sua maneira de correr. Ele sempre corre sozinho, não precisa ser empurrado. Cada rio tem sua experiência própria, assim como Jó (Jó 19.25); Paulo (II Tm 1.12). A maneira do rio correr tem a ver com a vida do crente: adianta-se nas corredeiras, mas ameniza no remanso, todavia nunca para.

II – O RIO TEM OBJETIVOS

Ele não sabe recuar. É igual ao fiel crente: Hebreus 10.38
Ele não sabe parar. Se um rio para, torna-se lagoa. Então a água perde a qualidade, sapos e outros intrusos fazem morada em suas águas paradas.

Ele segue em frente. Rio só anda para frente. Veja o que diz Paulo aos Filipenses 3.12-14 “Mas esquecendo-me das coisas que para trás ficam, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus…”

Seu alvo é o mar . Todo rio, grande ou pequeno, volumoso ou insignificante, tem seu destino final no mar. Hebreus 12.1,2 “Portanto, deixando todo o embaraço e o pecado que tão de perto nos rodeia, corramos com paciência a carreira…. olhando para Jesus, autos e consumador da fé. ” Não importa se você é um riacho ou um grande rio, o importante é chegar lá. Ao chegar ao mar, as águas se misturam e não há mais rio grande ou pequeno. (Mt. 25.21) “Servo bom e fiel, foste fiel no pouco, sobre o muito eu te colocarei, entra no gozo do teu Senhor.”

Ele sabe contornar obstáculos. Diz-se que o rio é vencedor porque aprendeu a contornar os obstáculos. Paulo diz: “Uma grande e eficaz porta me abriu, e há muitos adversários.” I Coríntios 16.9 A vida do crente é recheada de obstáculos, mas aprendemos a desviar dos obstáculos e vamos indo em direção ao mar=céu.

III – PRECIOSAS LIÇÕES DO RIO

O rio corre como deve correr. Não represa, mas também não tem pressa. É assim o caminho do crente: Corre com paciência (Hb 12.2); Não é precipitado (Pv 19.2); Os passos de um homem…(Sl 37.23); Feliz o que anda…(Sl 128.1); Abraão, anda na minha presença (Gn 17.1); Noé era justo e andava com Deus (Gn 6.9).

Assim como rio, o andar do crente deixa as marcas. Rio alto ou baixo produz sinal na ribanceira. (Gl. 6.17). Paulo disse que trazia as marcas.

O rio não tem medo das cachoeiras. No seu percurso, muitas fortes quedas de água ocorrerão, mas ele segue firme. É assim o cristão sincero. Jesus disse: “No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo….” (João 16.33).

O rio tem absoluta certeza que vai chegar. Pode ter nascido a 1 ou 1000 quilômetros do mar que a certeza é a mesma: Vai chegar. Paulo era um rio assim: “Já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício e o tempo da minha partida está próximo, combati…..só me resta a coroa, a qual o Justo Juiz me dará…..”(II Tm 4.6-8.)

Na criação, Deus traçou o caminho do rio. Deus traça o caminho do crente na criação espiritual. “Se alguém está em Cristo, nova criatura é….” (II Co 5.17). Aceitando a Jesus, Deus deseja guiar o crente no caminho em que deve andar. Através de Isaías, Deus diz: “esse é o caminho, andai nele…”(Is 30.21) e ainda,”Eu sou o Senhor que te guio pelo caminho em que deves andar” (Is 48.17); Feliz o homem que anda nos seus caminhos (Sl 128.1).

O rio abraça outros rios em seu percurso. O rio não é egoísta na sua trajetória. Quando necessário, encontra com rios, ora pequenos ora grandes, e ajunta-se a eles, formando um só. É o princípio da união (Salmo 133.1)

O rio e suas riquezas:
Vida = Onde tem rio, sempre há vida, pois os peixes estão nele. Todos gostam de ter um rio perto de sua propriedade. As árvores plantadas junto ao rio produzem na estação própria (Salmo 1.3). Lugar sem rio é o deserto.

Alegria = Observar o rio produz traz um sentimento de alegria. Às vezes, passamos horas a contemplá-lo (Reno, Amazonas, São Francisco, Ribeirão Preto, etc…). O crente deve exibir alegria (A vossa alegria ninguém tirará)João 16.22) (Salmo 51.12 – torna a dar-me a alegria da tua salvação…)

Alimento = Pensou em rio, pensa-se em cardumes de peixes. Famílias no mundo inteiro dependem de rios para a sobrevivência. O crente é um rio produtivo. Não é um parasita, um aproveitador. Ele mostra o fruto do espírito em cada passo da sua vida. Se não tem alimento, é melhor não existir. O rio atrai as pessoas e todos querem ficar junto ao rio. Grandes rios ainda dão fornecem água e areia para construções. O rio não se compraz de não produzir. É generoso em todo o seu percurso. “Eu vos escolhi para que deis fruto” (João 15.16)

Transporte =
Ainda nos lugares longínquos (Amazônia), o rio é o mais importante meio de transporte. Pequenas canoas, barcos de pesca e grandes navios singram suas águas levando mercadorias e pessoas em todas as direções. O crente é o meio de transporte das bênçãos de Deus. Onde ele chega traz bênçãos. Trata a todos de igual forma na sua trajetória, quer seja uma pequenina canoa ou um navio mercante.

Energia = As correntes de águas de um rio podem produzir energia. Um rio grande (Paraná), com sua hidrelétrica, pode abastecer uma grande região e até outro país (Paraguai). Um crente, cuja fonte não secou, tem água para produzir energia para sua vida e ainda repartir com alguém que precise.

IV – PORQUE DEVEMOS CUIDAR DO RIO

Querem desviar o rio. Interesse há em desviar rios . Será que não há alguém com interesse de desviar o crente, mudar-lhe o rumo, leva-lo a um final diferente daquele que Deus traçou ???

Querem secar o rio. Tem pessoas que gostariam de secar alguns rios. Acham que estão no lugar errado e que atrapalham o progresso. Para secar, entopem as minas, as fontes e jogam entulho no leito do rio. Assim como alguns rios secaram, também alguns crentes aceitaram a vida de sequidão. Todos sabemos que a falta de água seca o rio. Deus tem à nossa disposição três maneiras de mantermos o rio com água: 1) a Palavra – A Palavra é água – (Efésios 5.26; João 15.3; João 4.10,11); 2) Graça – (Rm 5.20; João 1.16) Enchamos o nosso rio com a Graça de Deus. Ele tem as riquezas da graça (Efésios 1.7); 3) Chuva – (Sl 84.6; Ezequiel 34.26)

Querem canalizar os rios. É o que fizeram em algumas cidades do mundo. Assim tira-lhe a beleza, não servirá para transporte, não terá peixe, não produzirá energia, ninguém o admirará. É o que muitos crentes têm aceitado sem protestar: Se o mundo não conseguiu secá-los inteiramente, mas certamente já os canalizou: Ninguém os vê, não tem alegria, não tem vida, não produz alimento, não tem energia e não recebe os raios do sol. Deixou de seguir pelo caminho traçado por Deus para ficar confinado a uns tubos de concreto. Pobre desse rio !!!

Querem poluir o rio. Rios que eram limpos e com grande quantidade de peixes, hoje estão sufocados pela poluição do esgoto de residências e indústrias. (Tietê e outros muitos). Assim são os crentes. Se não vigiarem, o mundo acabará por contaminar as águas de seus rios com literatura obscena e obscura, novelas, filmes violentos e indecentes. O Espírito Santo (fazendo papel de draga) tem poder de limpar qualquer rio poluído que a ele se apresente.

V – CONSIDERAÇÕES FINAIS

Há um rio na Igreja de Deus. Salmo 46.4,5 O rio de Deus sempre está cheio de água – Salmo 65.9 A recomendação de Jesus: “Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão de seu interior.” João 7.37,38.
Em sua revelação, mostraram a João o rio da vida: Ap. 22.1 Há um rio cristalino………!!!

Conclusão: Que o Senhor nosso Deus conceda-nos a graça para continuarmos a ser um rio com vida, com alegria, produzindo alimentos por onde passarmos. Todavia, guarde-nos o Senhor de sermos como o rios de Babilônia, porque perto deles só há lugar para choro e lamentação. (Salmo 137.1) Deus abençoe a sua vida…

3 COMENTÁRIOS

  1. Obrigado pela meditação, É edificante e confortadora a Palavra do Senhor quando meditado sob a direção do Espirito. Deus abênçoe
    Carlos

  2. “O rio atinge seus objetivos porque aprendeu a contornar os obstáculos”

    Esquecendo me do que passou meu chamado vou viver…sou a terra que a tua palavra faz prosperar…nasci pra vencer!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here