Estudos Cristãos: Não desista dos seus sonhos

9
162

Estudos Cristãos: Não desista dos seus sonhos

Introdução (Gênesis 37-45)

José do Egito é um exemplo bíblico de vitória, pois foi um homem que seguiu os planos de Deus e triunfou.José foi filho de Jacó com Raquel.Conforme a Bíblia, era o filho preferido de Jacó. Penso que a vida de José tem muito a ensinar aos jovens crentes de hoje.

O nome de José em hebraico Yoseph significa que Ele (Deus) adiciona (filhos). Depois de vendido como escravo pelos irmãos para o Egito foi injustamente acusado e posteriormente elevado ao posto de governador. Foi instrumento de Deus para a preservação da vida do seu povo.

Morreu aos 110 anos e foi embalsamado segundo o costume dos egípcios. Teve dois filhos Efraim e Manassés, cujas tribos também são conhecidas por “casa de José”. Recebeu a benção de Jacó (Gn 49.22-26) e Moisés (Dt 33.13-16).

I) OS CAMINHOS PELOS QUAIS JOSÉ PASSOU:

1. Da casa do pai à cisterna (Gn. 37:1-24),
2. Da cisterna ao mercado de escravos (Gn. 37:24-28),
3. Do mercado de escravos ao serviço na casa de Potifar (Gn. 37:28-36),
4. Do escravo livre ao escravo e prisioneiro (Gn. 39:1-20)
5. De prisioneiro à governador (Gn 40:1-41:41).

II)LIÇÕES QUE APRENDEMOS COM JOSÉ
1.Não existe terreno estéril quando é Deus quem planta.

(1) Plantado na casa de Potifar (2) Plantado no cárcere (3) Plantado no Palácio

2.Não é o ambiente que faz a pessoa, mas a pessoa cheia do Espírito Santo que faz o ambiente.

(1) Vendo Potifar que o Senhor era com Ele… No trabalho, na escola, na sociedade, o mundo precisa ver marcas de Deus em nós (Gn. 39:3).
(2) Influenciando e não sendo influenciado (Gn. 39:7,8).
(3) A expectativa de Deus a nosso respeito no mundo. José sabia que Deus esperava muito dele (Gn. 39:9).

3. Não basta sonhar (Gn. 37:19),é preciso não desistir dos sonhos.
Entre sonhar e a realização deste sonho,existem caminhos de provas a serem percorridos, onde etapas não podem ser queimadas. Caminhos pelos quais José passou:

(1) Ele passou pelo caminho da perseguição dentro da própria casa. (Os maiores desafios são os enfrentados dentro da própria casa Gn 37:8)
(2) Ele passou pelo caminho da traição em família. (Foi tratado como coisa Gn. 37:27)
(3) Ele passou pelo caminho da tentação no trabalho. (no melhor momento de sua vida na casa de Potifar, enfrentou a mais perigosa armadilha do diabo Gn. 39:7)
(4) Ele passou pelo caminho da calúnia. (Foi para o cárcere sem dever Gn. 39:14)
(5) Ele passou pelo caminho da ingratidão (Foi esquecido pelo amigo Gn. 40:32).

4. Como dar fruto onde Deus plantar, influenciar e não ser influenciado e vencer provas sem queimar etapas.

Primeiro – Não desista dos seus sonhos. Determinação e persistência são as marcas dos campeões. José não desistiu, mas lutou até o fim.

Segundo – Viva acima da mediocridade, não aceite ser nivelado por baixo. Onde José chegava, era posto em lugar de excelência: na casa de Potifar como mordomo-mor (chefe dos escravos, no meio dos escravos), no cárcere, teve a confiança do carcereiro (chefe dos presos, mesmo no presídio).

Terceiro – viva de tal forma que seus caluniadores e críticos passem por mentirosos. Certamente, Potifar não acreditou em sua mulher. Julgou José apenas para manter sua imagem pública. Se realmente ele tivesse acreditado teria mandado matá-lo, o costume normal da época.

Quarto – Não negocie princípios, honre o nome de Deus e Deus o honrará. José estava numa excelente posição na casa de Potifar. Era administrador de tudo o que ele possuía e ainda podia ter a chance de se deitar com a própria mulher dele (deveria ser linda, já que os comandantes tinham direito de escolherem as mulheres que desejavam).Porém não negociou os princípios de Deus que tinha no coração.

Quinto – Não aceite o ódio definitivo e fatal. José foi odiado em casa, mas Deus mudou a sua história, e aqueles que o odiaram, se reconciliaram e foram recebidos com amor. Deus tem poder para mudar vidas!

Sexto – Não desperdice, não brinque com as oportunidades que Deus lhe dá. Na prisão, José aproveitou a oportunidade da saída do mordomo de faraó e pediu que se lembrasse dele. Quando faraó ofereceu um alto cargo a José, ele não vacilou.

Sétimo – nunca se esqueça, Deus está no controle (Gn. 50:20). José entendeu que em toda a sua trajetória de vida, estavam as mãos de Deus lhe dirigindo.

Oitavo – mantenha o coração protegido com a graça do perdão (Gn. 50:17-21).

Por: Pastor Erinaldo Rocha

9 COMENTÁRIOS

    • Obrigada Mandirson,
      É auto ajuda para nós também…rs
      Porque temos que ler mais, meditar mais, e ouvir mais.
      Nós somos ministrados primeiro. rs
      Obrigada pela visita
      Seja Bem vindo
      E que Deus te abençoe.

  1. Agradeço a Deus pelo estudo de Hoje é muito importante para mim esse tema de hoje pois o nosso inimigo luta para nós desirtirmos de nossos sonhos, e a história de José eu já ouvi em muitas oportunidades em casa através de Dvd e na Igreja local já foi tema de várias pregações e sempre que eu leio ou ouço falar sobre a história de José eu me emociono muito com o desfecho final de tudo, quando ele consegue liberar o perdão para aqueles que o jogarão na cisterna, e em nossa vida passamos por várias cisternas e prisões e perseguições, traições em familia ainda são comums em nossos dias.
    E eu vou ler e anotar atentamente sobre aqueles pontos em destaque no estudo de hoje pois eu quero colocá-los em prática e não quero jamais desistir dos Sonhos de Deus e de seus planos pois eles são mais altos e elevados do que os nossos pensamentos.

    Um abraço para todos!!!

    • Sara,
      Nós que agradecemos sua visita.
      Porque nos empolga a continuar levando a mensagem de Cristo.
      Eu amo de paixão a história de José.
      Aliás é umas das histórias mais lindas da biblia.
      Mas o que é mais lindo é que é na masmorra, na prisão que DEUS derrama Unção para José interpretar os Sonhos.
      É exatamente assim conosco.
      É na nossa masmorra que Deus derrama Unçao pra gente governar o Egito que está aí fora.
      Aprendo muito com José.
      Que Deus continue te abençoando ricamente.
      E obrigada pela visita.
      Um grande abraço.

Deixe uma resposta