Pensamento: Não pise na grama

Pensamentos  Cristãos:  Não pise na grama

É comum observarmos nas gramas o seguinte recado: “Não pise na grama”. O objetivo dessa mensagem é impor uma ordem imperativa e impositiva. Muitos não sabem que a relva foi feita para ser pisada. Entretanto, para alguns o prisma é apenas visual. A grama consiste em vê-la verdinha e bonitinha.
Muitos cidadãos incultem na cabeça que a grama não pode ser pisada. Porém, o objetivo da grama é ser pisada. Ela serve para aliviar as tensões em processo de relaxamento natural por meio de caminhadas lentas e suaves.
Há observadores  que colocam placas dizendo: “não pise na grama, você está matando-a”. Entretanto, esquece que isso é apenas  um detalhe meramente físico. A grama no período do inverno  rigoroso ou ameno , assim como outras plantas secam-se, e em tese morrem naturalmente, pra depois, retornar a viver.
O pisar na grama instituído por tal pensamento apenas tenta induzir um pensamento imbuído de dominância do lugar. Apenas que impor um pensamento desnaturado. Observe, dileto, a grama foi feita para ser pisada. Esses dias o serviço público, à guisa de exemplo, passou a máquina em cima de um pequeno gramado. Aquela máquina pesada, ía e voltava, amassou e regaçou toda a grama. Na próxima chuva que veio a grama recompôs e voltou a ser um lindo gramado. Note que a natureza foi restabelecida naturalmente e sem interferência do homem.
Entretanto, alguns pensamentos recorrem que a grama irá morrer se pisarmos sobre ela. Pensam distorcidamente.
Porém, um pensamento que deverá ser norteado é “Não pisar em pessoas”. Um ser humano não pode pisar em outro do mesmo gênero e mesma humanidade. Porque o outro é semelhante ao Criador tanto quanto ele. O orgulhoso e pomposo  pisa e pensa que pode ficar impune, esquece que o Juiz de Toda a Terra observa todos os nossos atos e julga todos os nossos pensamentos.
Por um lado, quando um humano ocupa certas posições, gabam-se em ser superior, e dessa forma, pensa que pode ficar por cima sempre. Lembrando-o que o relógio anda no sentido horário. Portanto, Ora você está em cima, ora estará por baixo. Então, a melhor maneira é tratar com urbanidade e considerando os outros sempre superiores a si mesmo (Paulo, NT). Enfim, amigo (a) pise na grama, e não pise em pessoas, pois o que agrada ao Senhor é respeitar a sua Palavra e ao seu próximo.

É comum observarmos nas gramas o seguinte recado: “Não pise na grama”. O objetivo dessa mensagem é impor uma ordem imperativa e impositiva. Muitos não sabem que a relva foi feita para ser pisada. Entretanto, para alguns o prisma é apenas visual. A grama consiste em vê-la verdinha e bonitinha. Muitos cidadãos incultem na cabeça que a grama não pode ser pisada. Porém, o objetivo da grama é ser pisada. Ela serve para aliviar as tensões em processo de relaxamento natural por meio de caminhadas lentas e suaves. Há observadores  que colocam placas dizendo: “não pise na grama, você está matando-a”. Entretanto, esquece que isso é apenas  um detalhe meramente físico. A grama no período do inverno  rigoroso ou ameno , assim como outras plantas secam-se, e em tese morrem naturalmente, pra depois, retornar a viver. O pisar na grama instituído por tal pensamento apenas tenta induzir um pensamento imbuído de dominância do lugar. Apenas que impor um pensamento desnaturado. Observe, dileto, a grama foi feita para ser pisada. Esses dias o serviço público, à guisa de exemplo, passou a máquina em cima de um pequeno gramado. Aquela máquina pesada, ía e voltava, amassou e regaçou toda a grama. Na próxima chuva que veio a grama recompôs e voltou a ser um lindo gramado. Note que a natureza foi restabelecida naturalmente e sem interferência do homem. Entretanto, alguns pensamentos recorrem que a grama irá morrer se pisarmos sobre ela. Pensam distorcidamente. Porém, um pensamento que deverá ser norteado é “Não pisar em pessoas”. Um ser humano não pode pisar em outro do mesmo gênero e mesma humanidade. Porque o outro é semelhante ao Criador tanto quanto ele. O orgulhoso e pomposo  pisa e pensa que pode ficar impune, esquece que o Juiz de Toda a Terra observa todos os nossos atos e julga todos os nossos pensamentos.   Por um lado, quando um humano ocupa certas posições, gabam-se em ser superior, e dessa forma, pensa que pode ficar por cima sempre. Lembrando-o que o relógio anda no sentido horário. Portanto, Ora você está em cima, ora estará por baixo. Então, a melhor maneira é tratar com urbanidade e considerando os outros sempre superiores a si mesmo (Paulo, NT). Enfim, amigo (a) pise na grama, e não pise em pessoas, pois o que agrada ao Senhor é respeitar a sua Palavra e ao seu próximo.

Artigo anteriorReflexão : O Senhor é a minha Justiça
Próximo artigoDevocional: Porque para Deus nada é impossível
Esposa, mãe, serva e amante de Deus. Trabalha juntamente com seu esposo pastoreando e ministrando vidas nas quais Deus os confia! Tem como foco principal a edificação do Corpo de Cristo para que todos nós alcancemos a Plenitude de Cristo (Efésios 4:13) Por isso criou Estudos Cristãos e dedica-se a ele com muito amor e carinho.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here