Namoro Cristão: Meu namoro é de Deus?

Namoro Cristão: Meu namoro é de Deus?

“Por seus frutos os conhecereis. Porventura, colhem-se uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos?”
(Mateus 7:16)

A fase do namoro é muito confusa para os jovens que abrem o coração para alguém. Geralmente casais se gostam, trocam beijos, mas há incompatibilidade de gênios, brigas, ciúmes, etc… E se o namoro para o não-cristão já é complicado, para o jovem cristão é mais ainda, pois este está sempre querendo saber, mesmo com tudo dando certo, se é da “vontade de Deus”.

Oram, jejuam, mas diante da primeira briga, pensam: “Será mesmo de Deus?!” Isso acontece todos os dias, em todos os lugares, em todas as igrejas. E é difícil para o jovem discernir a vontade de Deus quando o coração fala mais alto. Daí, como última solução, as “irmãs de oração” são procuradas por centenas de casais de jovens pra orar e ver “se Deus fala alguma coisa”. Essas irmãs também são conhecidas como “vasos” da igreja, pois elas tem dons de visão, revelação ou profecia.

Estamos debaixo da soberana vontade de Deus, do Seu querer. E debaixo desta soberana vontade, Deus nos deu o chamado livre-arbítrio. Quando o Senhor me diz que uma determinada pessoa não é de sua vontade para casar comigo, é porque aquela pessoa, com toda certeza, está usando de engano na igreja, não tem compromisso com Deus e brincando com meus sentimentos. Não estou dizendo que a pessoa é “do diabo”, mas que está sem compromisso com a Seara, e isso pode acarretar em sérios prejuízos a longo prazo, e Deus está me guardando.

O Senhor nos diz: “Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”. (Gênesis 2:24) Ou seja, ele já nos autorizou a escolher alguém. O que nos resta é pedir a Deus DIREÇÃO para sabermos se estamos com uma pessoa de compromisso. Não existe essa de você gostar de uma pessoa, e mesmo que essa pessoa seja uma bênção, séria, honesta, fiel a vida cristã, Deus dizer: “Não é da minha vontade!” Se ambos estão se gostando, isso não existe!!! Isso só pode ser “profetadas” de quem está com ciúme, inveja, etc. Há vários casos desses. Esse papo de dizer “Eis que a tua escolhida está lá no Japão” não tem respaldo bíblico. Muitas das vezes o irmão está gostando de alguém, e fica baseando a sua esperança em revelações e visões de “vasos” da igreja. Acredito nos dons, e creio que Deus possa mesmo revelar e falar com seus servos, mas Deus nunca nos deixará confusos, pois “Deus não é Deus de confusão”. (1 Coríntios 14:33).

Perguntar se o meu propósito de casar com uma pessoa é da “vontade de Deus”, é como se eu perguntasse a Deus: “Senhor, eu posso evangelizar fulano?” Poxa, o Senhor já me ordenou, já me autorizou a evangelizar. Claro que eu vou analisar a situação, ver se a pessoa quer mesmo ouvir a Palavra de Deus, e pedir direção (não esqueça disso) ao Senhor na evangelização. Mas que é da vontade de Deus que eu evangelize, isso é sem dúvidas!!! Portanto, escolher alguém, PEDINDO DIREÇÃO A DEUS, para um futuro casamento, não é pecado, porque Deus não deixará seus servos enganados.

“Amados, se o nosso coraçäo não nos condena, temos confiança para com Deus”.
(1 João 3:21)

8 COMENTÁRIOS

  1. pastor, tenho 15 anos á 1 ano eu conheço um rapaz, ele tem 17 anos , trabalha estuda, e é da igreja do 3º envangelio quadrangular, e eu sou filha de pastor da igreja assembleia de Deus, á uns 4 messes atrás começamos a perceber sentimentos, e descobrimos que o amor existia e que é verdadeiro, a 1 mes atras ele me pediu em namoro, eu aceitei, porem ele pretende pedir meus pais, pois não é certo namorarmos escondido, ele esta começando ir na minha igreja e se enturmar com os meninos do grupo de jovens ele pretende se mudar pra lá, mais quando ele foi na igreja meu pai não estva. eu tenho muito medo de não ser da vontade de Deus e meus pais não deixarem, eu amo muito ele e eu queria um conselho do pastor. meus pais vizam muito ser de Deus, e o futuro, e acho que ainda acham que sou nova para namoro

  2. A paz!
    Creio q se Deus não permite que uma pessoa se case com outro cristão, não quer dizer necessariamente que ela não seja uma boa pessoa e bom cristão, mas apenas não é uma benção para sua vida. Alguém pode ser uma benção mas não quer dizer q seja uma benção para sua vida.

  3. Tenho 16 anos, e desde os meus 15 anos comecei um namoro enrolado com um rapz da minha igreja. Ele é evangelico, mas tinha uma vida mundana, boites, bebidas, noitadas com mulheres, transa etc. Depoisque ficamos juntos ele deu um tempo disso, até dos amigos de orgia” se afastou ou se afastaram dele. Meu relacionamento ficou nesse rolo, pois ele falou que sofria de namorofobia e fazia tratamento com psicologa, ia na minha casa, saíamos juntos, mas não podia dizer namoro. No início ficava constrangida, mas depois me acostumei, já que o amava. Em março deste ano me pediu em namoro e largou o tratamento com a psicóloga. Mas brigávamos demais, eu não podia pegar um filme p ver com ele ou ir ao cinema que ele não prestava atenção no filme só em mim e reclamava que não gostava de ver filme comigo porque eu não dava atenção pra ele, se afastou dos “amigos” e dizia que ninguém procurava ele, só procuravam se precisava dele, vivia dizendo que estava triste, vivia depressivo, e eu me sentia inútil porque não conseguia fazê-lo feliz, apesar de fazer todas as suas vontades e amá-lo demais. Ele sempre me dizia que não era minha culpa, que ele me amava muitos e que mesmo assim ele sempre se sentia carente demais, que não era pra eu me preocupar com isso não que ele ia ficar bem. Queria que eu fosse sempre na casa dele ficar com ele e com os pais, só que meus pais não deixavam ir sempre, a não ser quando ia almoçar com a mãe dele e tal, meus pais não gostavam que vivesse enfiada em casa de namorado, que eu era uma menina cristã e esse tipo de comportamento é ruim poque pessoas estão vendo ou então porque tinham medo de que nos fizéssemos alguma coisa que iriamos nos arrepender depois etc. Eu chorava, dizia que eles não confiavam em mim, ficava com raiva, e eu fui me afastando deles por causa do meu namorado que não queria conviver com meus pais e sim só comigo. minha mãe vivia uma pilha de nervos, me falou diversa bobagens que abei deixando um recado no face e saindo de casa, pois ele terminou comigo 2 vezes por ciúmes de um colega meu e queria me proibir de falar com ele, eu não podia nem ir ou dormir na casa de uma colega por que ele dizia que eu estava trocando ele por elas. Minha mãe quase teve um ataque de nervos, e depois disso conversaram comigo e falaram que eu não iria frequentar a casa dele e sim ele a minha, porque desde que namoro é namoro quem faz a corte a namorada é o homem indo na casa da namorada para namorá-la, e que eu só iria lá quando houvesse algum evento da família. Ele ficava depressivo , ligava pra mim q estava passando mal e tal e não saia do quarto nem comia nem nada, e pedia pra eu ir lá que ele estava muito mal, tremendo com enjoo, etc e só melhorava quando eu ia. chegou levar 2 dias jogado no quarto sem sair da cama. Os pais dele diziam q era dengo e a mãe dele falou que ele era igual o pai que quando era contrariado fechava a cara e acabava o dia pra ele e que foi o pai que deixou ele assim fazendo todas as vontades. Fazia as vontades entre aspas porque ele me contava que ele tinha que fazer o que o pai queria, até a faculdade ele não podia fazer o que queria porque o pai proibiu, ele tinha que fazer o que o pai escolheu. O pai também o ofendia com várias palavras e até de inutil e coisas piores já o chamou. Teve uma vez que ele postou uma foto nossa que meu pai não gostou e me pediu pra falar com ele pra tirar do face, ele tirou mas contou pra mãe que contou pro pai que pintou com ele depois chamando de inútil, que ele não era homem, e tomou o computador dele proibindo ele de mexer. Meu namorado tem 22 anos. Depois da segunda vez que ele terminou comigo dizendo que era pra eu escolher entre continuar falando com meu colega ou…eu falei que não ia parar de falar com ele e ele me disse que então eu ja tinha tomado a decisão e me entregou a aliança de compromisso dele. Mas no outro dia veio me implorando pra voltar mas minha mãe conversou comigo e pediu pra eu dar um tempo e pensar até na outra semana e ver se é da vontade de Deus. Mas teve um dia que minha mãe chegou em casa e me pegou estudando e falando tres horas com ele no celular e foi nisso que ela explodiu e me falou um monte de bobagens e eu sai de casa. Andei sem rumo sem celular sem nada, foi quando liguei pro meu pai que foi encontrar comigo junto com minha tia.Nisso já tava todo mundo me procurando desesperados, inclusive meu namorado e o pai. Meus pais conversaram comigo e conseguimos resolver as coisas, mas depois disso ele disse que não iria na minha casa, queria que eu fosse na casa dele passar um tempo primeiro com ele e com os pais dele pra depois ele passar um tempo com meus pais, já que ele passava mais tempo com ele e meus pais do que eu com os pais dele. E nisso foram vários dia e ele só me mandava mensagem pra saber como é que eu tava, querendo encontrar comigo na rua, voltou a sair com os colegar, jogar bola, academia, etc tudo que tinha parado de fazer. Eu dei graças a Deus por isso, já que eu vivia preocupada com isso porque ele so tinha mim e os pais e que quando brigava com os pais que só tinha a mim. Me senti feliz demais porque vi que ele estava tocando a vida pra frente de novo e que estava voltando a viver sem ficar enfurnado no quarto o dia inteiro no computador, etc. Mas ele não queria ir mais na minha casa e eu vi uma conversa dele com uma mulher no face de um pedaço de sutia que ela tinha dado pra ele, e que elas deu literalmente pra ele e mais embaixo quando voce vai vir aqui me dá? Conversei com ele e ele me disse que a alça foi quando ele fazia escola tecnica e foi dentro do onibus e eu acreditei. Minha falou que eu coloquei uma venda nos olhos e só vejo o quero ver. Que Deus tem mostrado claramente que esse namoro não é da vontade D’Ele, e que Deus não é Deus de confusão. Mas como sempre não ouvi. Falou comigo no celular pra que no sábado gente dar um jeito de ficar junto até as 22 horas que depois disso os amigos iriam pra casa dele ficar lá com ele. Até aí tudo bem, mas depois mandou mensagem dizendo o irmão chamou ele pra sair e ele ia sair com o irmão. Mandei mensagem pra ele que eu queria falar com ele antes dele sair, mas resolvi e mandei mensagem que não precisava mais não que eu ia sair. Nisso chegou logo uma mensagem atras dizendo que ele nãopoderia ir conversar comigo porque ele e o irmão estavam de onibus. Ele mandou mensagem perguntando pra onde eu ia, como não respondi porque estava sem credito ele me ligou e eu falei que ia no encontro jovemna igrja evangelica de uma amiga. Ele ligou pra minha amiga depois e pediu pra ela tomar contade mim. Quando foi no domingo minha amiga e minha mãe conversaram comigo e me pediram pra eu abrir meus olhos que aquilo tudo so tava me fazendo mal, eu andei dias tremendo muito, e ficando toda manchada de nervoso. Ontem depois do culto eu fui conversar com ele e falei que se ele não fosse na minha casa nós não teríamos como continuar o namoro e ele me disse que a mãe dele proibiu ele de ir na minha casa e que nos poderiamos nos ver fora de casa. Eu falei com ele que da mesma maneira que ele estava respeitando a decisão da mãe eu também estava respeitando a decisão dos meus pais e que não queria continuar com esse namoro desse jeito. Entreguei a aliança e ele que não quis aceitar porque ele deu pra mim e pediu pra eu pensar bem, que depois de tudo que nós passamos eu ia acabar com tudo assim.
    Amo muito ele e to sofrendo muito, mas será que esse namoro era da vontade de Deus?
    Estarei aguardando sua resposta.

  4. ola boa noite sou um cristao e namoro uma menina a 2 anos e meio estamos nos preparando para nos casar mas estou meio inceguro por ela bebe e muito esquentada nao mim acompanha nos culto e raro nao ove meus concelhos as veses penso em larga lo mas persisto por minha fe esperando uma melhora ou deus mudar o quadro eu nao sei o que fazer gosto muito mas nao quero viver nesta cituaçao

  5. ola a paz do senhor….eu preciso de uma direçao é que eu conheci um menino evangelico e entao depois de tantas conversas ele me pediu em namoro,eu amo mt ele e le tambem me ama,so q eu queria tentar convencer meus pais a deixar eu namorar em casa,ter um compromisso serio,so que eu tenho 15 anos e ele tambem,por favor me ajuda eu to muito confusa,como vou convencer meus pais e como vou saber se o namoro é de deus ou não?obrigado…

    • Minha linda Jovem …

      Primeiramente obrigada por compartilhar conosco sua história, mas você está pronta para ouvir o que vou falar, ou você só está disposta a escutar o conselho que convém a você? Minha princesa ainda que vocês estejam apaixonados, tenho que te dizer 15 anos não é uma idade para namorar, e sim para se conhecerem melhor. Lembre-se de uma frase que vou te falar : AMIZADES LONGAS, NAMOROS CURTOS E CASAMENTOS ETERNOS. Na verdade hoje vocês querem pular uma etapa grande que é a da amizade a qual é a MAIS IMPORTANTE, imagine se você começar a namorar agora, quantos anos vocês vão namorar até se casarem?

      Acredito que você deve apenas a permanecer em amizade e se isso for amor de verdade, o amor que DEUS tem pra você isso vai permanecer…mas tenha paciência e não tente convencer a seus pais sobre namorar convença a si mesmo que não é o tempo e que você deve esperar !!!

      Que Deus te abençoe

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here