Artigo Cristão: O Agressivo Verbal

0
442

 Despertando o Monstro que Todos temos Dentro

Os agressivos são pessoas difíceis, complicadas, seres que minuto a minuto dificulta nossa existência. São pessoas cuja violência verbal flui através de seus poros, produzindo um desgaste impressionante naqueles que convivem com eles.

E assim é como muitas vezes vivemos dependendo das emoções alheias, sujeitando nosso bem estar ao humor e tratamento que os outros querem nos dar.

Características do violento verbal:

  • O agressivo verbal é crítico, intimidante, ofensivo: sem se importar qual seja o tema sobre o que está expressando, seu objetivo será despertar medo e a intimidação dos outros. Sua própria insegurança é que impede estabelecer vínculos sadios e relações interpessoais prosperas.
  • É sarcástico e colérico.

Exercerá seu poder a partir de:

  • Gritos.
  • A incontinência verbal.
  • Os maus tratos.
  • A desvalorização contínua de seus semelhantes.
  • O agressivo verbal terá como objetivo fazer as pessoas se sentirem incapaz, débil, inseguro e menosprezado. Seu fim é acreditar que sabe tudo e além de saber, pensa que tem a capacidade e a autoridade para terminar tudo o que se proponha sozinho.

Os monólogos internos que em reiteradas oportunidades repetem para aqueles que são receptores dessa violência verbal do tipo: “Que eu fiz para que ele ou ela me trate assim?”

A resposta é: Você não fez nada!

Fazendo ou não fazendo, o violento verbal sempre encontrará motivos para discutir e estabelecer conflitos.

O que sim é importante, em meio a tantas perguntas, é que possa se dar conta de que esse bombardeio verbal, não possa e não deve causar danos em sua autoestima, e muito menos alterar seu propósito.

  1. O que quer dizer a Violência Verbal.

Distinguimos, para começar as características de um “violento verbal”:

  • Colérico
  • Agressivo
  • Manipulador
  • Ambivalente
  • Instável
  • Sarcástico

Tudo o que lhe diga, mesmo que seja uma adulação, lhe fará com um tom irônico. Se está procurando algo em sua casa e não encontra, não perguntará onde está o que lhe falta, se não dirá: Quem guardou minhas coisas? São todos inúteis, eu os proíbo de tocar nas minhas coisas!

Sua rotina é emitir mensagens confusas e conversações difíceis de sustentar. Um dia te ama e no mesmo instante te odeia. Em um determinado momento poderá te dizer que é a melhor pessoa, a única na qual que pode contar, e um segundo depois tratar como incompetente e incapaz. E assim acontece em meio a essa “bipolaridade”, o manipulador te desestabiliza e te faz duvidar sobre suas emoções para com ele.

No entanto, se perde o objetivos e as metas para as quais está enfocado, e acaba se concentrando na pessoa violenta: o único que pensa é de que forma falar, ou se apresentar diante dessa pessoa; talvez até se prepare com antecipação o discurso que dará, deduzindo as possíveis respostas, porém atenção; se você faz isso, perderá de vista o importante: o trabalho que deve ser feito.

Dessa forma de tratar esse tipo de pessoa, acaba-se perdendo sua visão, já que sua meta se transforma no que fazer e o que não fazer para não despertar a ira dela. Buscará mil e uma formas possíveis de poder cair em graça, tentando ser aceito, sem saber que faça o que fizer sua conduta será instável e irritante.

O objetivo do “violento verbal” sempre será confundir-nos, fazer passar o normal por anormal e vice-versa.

Tratará de todas as formas de intimidar suas ações e restringir suas expressões.

Ele conhece muito bem o impacto de suas manipulações e registra a perfeição e o efeito de seus gritos. Sabe que com sua violência conseguirá intimida-lo, despertando esse medo que te faz querer aprisionar-se em si mesmo.

O pior é que a agressão verbal não só nos faz sentir incomodados, mas que alcança seu objetivo: desenfocarmos da meta, assim nos preocupamos mais pelo tom de voz com que nos fala do que pelo trabalho que devemos fazer que está adiante.

Formas de Tratar com um Violento Verbal

Lembre-se que a pessoa violenta sabe que não é querida nem aceita; é por isso que tratará de demonstrar sua raiva e seu ressentimento, chamando sua atenção com ira, maltratando-o verbalmente e incluso fisicamente.

  • Mantenha-se alerta: o violento verbal tentará por todos os lados fazer com que seja parte da discussão, usará mil estratégias para ver seu nível de paciência. O irado esperará “ira” como resposta.
  • Evitar o choque e o conflito deve ser nossa meta, assim como também alcançar que o agressivo fique livre de sua ira.
  • Com uma pessoa violenta sempre é prudente ser razoável e pensar antes de começar uma conversa. Nosso objetivo é poder nos relacionar da melhor forma possível.

Recorde-se de algumas palavras que “caem” muito bem ao lhe dar com pessoas violentas:

  • Olá.
  • Por Favor.
  • Vamos Adiante.
  • Tudo o que faça te sairá bem.
  • Você pode.
  • Confio em você.
  • Você é Capaz.
  • Sei que poderá fazê-lo.

Frases curtas ou simples e palavras breves nos permitiram otimizar o trabalho a realizar de uma maneira inimaginável, ainda criar um clima e um ambiente favorável para as tarefas ou relação que estamos estreitando.

 

Por Bernardo Stamateas

(Continue lendo a segunda Parte – Como Sair dos Maus-tratos do Agressivo Verbal)

Deixe uma resposta