Namoro Cristão: Como Recuperar a Pureza em um Namoro em que se está tendo Relações Sexuais? Parte 2

5
2266

 

Continue lendo …

 

Qual é minha verdadeira motivação para estar com ela ou ele?

Se sua motivação principal não é para dar-lhe a Glória a Deus com seus corações e corpos, mesmo que haja um compromisso de casar-se, eventualmente tal relação não funcionará.

Se estar com ela(e) por prazer, sua relação depois de cometer fornicação se converte passional. Deves amputar essa relação.

Se tua intenção é casar-se com ela(e) e ambos estão comprometidos, então a separação deve ser por um tempo prudente até que ambos corações estejam restaurados e dirigidos para Deus, com o fim de entrar em um casamento em pureza e santidade. Claro que isso leva todo um processo de restauração , que inclui confissão do pecado, aplicação de princípios bíblicos, entregas e buscas da verdadeira Vontade de Deus.

Na maioria das ocasiões uma relação de namoro em fornicação oculta seus atos, mantém o ato em SEGREDO e que pouco a pouco vai convertendo em um fungo que apodrece nossa alma, sentimentos e até nosso corpo.

 

Te explico minhas razões para separar-se em um namoro que vive em fornicação.

Primero, porque deves romper com o ciclo e rotina de pecado.

Com certeza, posso afirmar que se possui relações sexuais frequentemente com tua namorada (o), é porque já conhecem os momentos em que possam fazê-lo, a rotina para estarem sozinhos, como desculpar-se e prometer que não vão voltar a fazer, como também calar a culpa e etc. Em algum ponto devem romper com este ciclo de pecado, e a única forma de fazê-lo é de maneira radical, com uma separação absoluta, geográfica e emocional.

Segundo, porque a disponibilidade do corpo de sua namorada(o) é ocasião constante para cair.

É muito difícil limpar sua mente sem pensar no corpo dela (e) se é isso que o atenta, muito mais se segue estando a tão pouca distância para que se renda e solte os teus desejos. Se já possui um costume “automaticamente” de ver em forma luxuriosa ou se há muito tempo não respeita a forma em que conduzes suas mãos, uma separação, te permitirá identificar seus erros nesse sentido e decidir sobre as formas mais puras na qual deves dirigir seus olhos e suas mãos em teu namoro.

Terceiro, porque deves refletir na natureza de teu namoro, para termina-lo ou reestruturá-lo.

A separação te ajudará a meditar sobre sua relação e ver realmente se está baseada em paixão e sexo, ou realmente se existe um compromisso de pureza e amor genuíno, com um desejo interessado em fazer a outra pessoa feliz.

Em uma relação sexual fora do casamento, buscamos com sentimentos egoístas satisfazer os desejos próprios de nossa carne. Nunca pensamos na outra pessoa, no que isso lhe vai afetar ou as consequências futuras. Quando estamos em fornicação, roubamos a outra pessoa. Tiramos o presente que Deus tinha guardado para o verdadeiro esposo ou esposa, e obtemos somente um momento de prazer.

Uma separação pode lhe dar uma oportunidade de decidir com maturidade se é uma relação que não pode continuar mais, pois talvez não amas a outra pessoa, mas sim somente desejas satisfazer sua carne, ou deves reestruturar a pureza dessa relação, estabelecer novas e melhores metas, viver em santidade e matar seu egoísmo.

 

Quarto, porque deves romper com as ataduras emocionais e espirituais que trouxe o pecado.

Nossa bíblia diz que a intimidade sexual está feita para criar laços incrivelmente fortes entre um homem e uma mulher, de tal maneira que se convertem em uma só carne, literalmente. Se você já caiu em fornicação, estás vivendo com esses laços indivisíveis que estavam reservados depois de teu casamento – e por isso é tão difícil agora abandonar o sexo com teu namorado (a).

E disse: E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem (Mateus 19: 5-6).

Deves tomar um momento para confessar esse pecado diante de Deus, e romper com tuas palavras esses laços emocionais e espirituais que foi criado com teu namorado (a), e com todos os parceiros sexuais com quem já esteve em nome de Jesus. Pode pedir ajuda para que um conselheiro ou líder de sua igreja te guiem nesse processo de libertação.

Esteja alerta e ore para não cair em tentação. Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca. (Mateus 26:41)

Aqui estão alguns passos que posso recomendar-lhe segundo a minha experiência que me tocou a terminar a relação:

Medite qual é o mais importante em sua vida: Sua pureza ou pecado sexual

Deverás confessar seu pecado a alguém mais, pode haver consequências, mas é algo que deverias ter pensado antes. Com aconselhamento, apoio de amigos de responsabilidade deverá falar com tua parceira (o) de maneira madura e terminar a relação.

Ambos peçam ajuda para curar as feridas ocasionadas pela relação sexual.

Busquem cada um , um companheiro ou grupo de rendição de contas, para manter-se em transparência. Ore a Deusm para que lhe mostre Sua vontade com respeito ao futuro da relação.

Aprenda a viver solteiro (a), pelo menos 6 meses buscando a liberdade de tua escravidão sexual e restauração de seu coração e alma. A liberdade própria lhe permitirá logo construir a liberdade de ambos como casal.

 

Extraído do site: www.devocionalescristianos.org

5 COMENTÁRIOS

  1. A paz do senhor pastora mulher de Deus duas pessoas q se amam devem se separar? Quando você tem relações está fortemente ligado.
    sou apenas uma jovem Estou muito confusa.
    Não estou conseguindo descansar o meu espirito

  2. Acho muito fácil dizer para um casal separar-se. Muitos conselhos religiosos e pouca atitude em relação a isso. Num mundo em que existe sexo sem compromisso não temos tanta escolha assim.

  3. O seu conselho é que o casal se separe? Ou se separe por um tempo até que consigam se fortalecer e obter auto-controle?
    Não entendi bem quando diz separação.
    Obrigada!

Deixe uma resposta