Ministério de Casais: Meu Marido Gosta Mais do Trabalho do que de Mim !

1
1285

Ministério de Casais: Meu Marido Gosta Mais do Trabalho do que de Mim !

 

Meu marido gosta mais de ficar no trabalho do que em casa.O que fazer?

Já aconselhei muitas esposas cujos maridos são workaholics ( trabalhador compulsivo) em um grau ou outro.Em primeiro lugar, preciso deixar claro que não posso garantir que aquilo que tenho a dizer vai automaticamente fazer com que o marido desista de trabalhar tantas horas e que esteja em casa por mais tempo. Eu de fato ofereço três observações que em geral ajudam uma esposa a lidar com a situação de uma maneira mais positiva.

Em primeiro lugar, alguns maridos trabalham porque é no local de trabalho que eles se sentem respeitados. Se uma esposa é negativa, se reclama e é desrespeitosa, qual homem vai querer voltar para casa? Conheço um homem que assobiava e cantava nas manhãs de segunda-feira , e ele não cantava nem assobiava quando voltava para casa para passar o final de semana. Quando lhe perguntaram a razão daquilo, ele disse: “Preciso ficar em casa com minha esposa nos finais de semana”.

Ora, é bem possível que, logo no início, sua esposa não o tivesse forçado a trabalhar tantas horas. Contudo, à medida que o padrão se estabeleceu, suas reclamações em voz alta e cheias de amargura, aumentaram, e a negatividade dela o persuadiu a permanecer no trabalho o maior tempo possível. Um homem não houve o profundo clamor do coração de uma esposa quando ela faz um ataque pessoal tanto a ele quanto a seu trabalho. Ele não ouve “resgate-me”.Em vez disso, ele ouve “desprezo você”. Assim, ele pede ( ou opta) por ficar mais horas no trabalho.

Segundo, se há necessidade de que alguma mudança seja feita, resmungar ou criticar não vai atraí-lo para
casa.Você não precisa elogiá-lo por todo o trabalho que está fazendo longe de casa ( não se sinta na obrigação de respeitar o que pode ser uma obsessão negativa.)Em vez disso, olhe para as áreas não relacionadas ao trabalho que você pode expressar respeito. Lembre-se, você não pode desvalorizar aquilo que ele está fazendo no trabalho, para tentar fazer com que ele valorize mais a família. Não diga nem deixe implícita a idéia “não vou respeitar você até que comece a me ajudar com a casa e as crianças”.Isso é o mesmo que forçá-lo a dizer ou a deixar implícito “não vou mais mostrar a você ou a família nenhuma quantidade de amor até que vocês comecem a me honrar por aquilo que faço no trabalho”O desrespeito nunca motiva o amor, e a falta de amor nunca motiva o respeito.

Terceiro, para influenciá-lo diretamente, diga de maneira respeitosa: “seu filho ( ou sua filha, ou nós) precisa mais de você em casa. Você tem uma influência singuar sobr ele. Em certas áreas, ninguém é mais importante para ele do que você. Pode não parecer assim para você, mas sua presença positiva tem o poder de mudá-lo. Sei que está atolado de coisas e tem pouco tempo livre, mas também sei que quer dar a ele essa parte de você que ninguém pode lhe dar.Obrigada” Depois de dizer a sua mensagem “precisamos mais de você em casa”, não a repita nos próximos dez ou vinte dias. Mais tarde, faça menção dela de novo, de maneira calma e positiva, com um tom geral de um simples “lembrete positivo de sua importância”. Sempre escolha as palavras com cuidado. Nunca deixe implícito, nem remotamente, que você está de fato dizendo “se você não fizer uma mudança positiva, seu idiota, você vai destruir a mim e a nossos filhos.” Tenha confiança na Palavra de Deus. A quietude grita para um marido. Um espírito gentil vai fazer brotar o cavalheiro que há dentro dele.

O encorajamento respeitoso de seu marido sobre seu valor para a família terá influências com o passar do tempo. Apelos não emocionais e positivos terão o seu efeito sobre um homem bem intencionado.

Texto extraído do livro “Amor e Respeito”, de Emerson Eggerichs, Ed.Mundo Cristão.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here