Família Cristã: Pais atentos com filhos Adolescentes !!!

0
854

Um filho é uma grande benção e um presente maravilhoso para os pais, mas também é uma enorme responsabilidade e um desafio ainda maior.  O papel dos pais é orientar, educar, ensinar, preparar para a vida e é lógico que eles não são onipresentes, onipotentes e oniscientes.  Os pais não têm o poder de impedir que os filhos sofram, se desapontem em alguma fase da vida.  Mas se estiverem preparados, os danos serão em menor escala.  A Palavra de Deus diz: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se deviará dele.” Provérbio 22.6 Normalmente os pais vêem os filhos como eternos bebês, mas não é assim a visão das outras pessoas.  O resto no mundo descobre primeiro que a “Menininha do Papai” cresceu.

ATENÇÃO PAIS: Sua “bebezinha” de 13 anos pode ser a fantasia sexual de muito “marmanjo” por aí!!!

Lembrem-se do que vocês pensavam e desejavam na idade que seus filhos têm hoje, levando em consideração que o apelo sexual no século XI está bem maior do que no auge da liberação dos anos 60 e 70.

ALGUMAS VERDADES QUE PRECISAM SER DITAS:

1.  Crente também tem desejo sexual (ainda mais na puberdade);

2.  É comum na adolescência a inconstância emocional, hoje seu(a) filho(a) pode achar que a(o) “Fulana(o)” é o amor da sua vida, eternamente, e na semana que vem falar a mesma coisa da(o) “Beltrana(o)”, todo mundo passa por isso;

3.  Namoro longo tem 90% de chance de dar a vocês um neto ou ter uma filha praticante de um aborto (e vocês podem nunca vir a saber disso);

4.  Pesquisas do Ministério da Saúde feitas em 2005 revelam que a cada 03 bebês nascidos vivos 01 morre por aborto induzido, e de 2000 a 2004 foram registrados 697 óbitos maternos decorrentes de aborto induzido – Prestem bastante atenção!  Esses dados não são apenas números, são vidas interrompidas, sonhos destruídos.  Não permitam que a sua família faça parte destas tristes estatísticas;

5.  A AIDS ainda existe e continua sem cura, não vemos pessoas debilitadas como antigamente por causa do tratamento dado aos sintomas e doenças oportunistas – É responsabilidade dos pais orientar os seus filhos sobre sexo, não transfira a sua obrigação para a escola, amigos, igreja, internet etc.

A princípio pode parecer tirania, mas hoje muitos pais desejariam voltar no tempo e ser mais rígidos, não permitindo o namoro precoce de seus filhos, no tempo certo eles não viram que no futuro seria tarde para corrigir um erro.

Não é exagero, amem seus filhos, é lógico que cada um precisa ter experiências próprias e aprender a ser independente, mas não facilitem o trabalho do diabo, façam a parte de vocês, eduquem, disciplinem, conversem e se for preciso, proibam!  Lutem por sua família, invistam nos seus filhos porque “são herança do SENHOR, uma recompensa que ele dá.” Salmo 127.3

Deixe uma resposta