Capa » Ensinamentos Cristãos » Ensinamentos: O que é ser Cristão?

Ensinamentos: O que é ser Cristão?

Ensinamentos: O que é ser Cristão?

Ser Cristão “E sede cumpridores da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos.” ( Tiago 1:22 )

“Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta.” ( Tiago 2:26 )

“Aquele que diz: Eu o conheço, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade; mas qualquer que guarda a sua palavra, nele realmente se tem aperfeiçoado o amor de Deus. E nisto sabemos que estamos nele; aquele que diz estar nele, também deve andar como ele andou.” ( I João 2: 4-6 )

O que é ser cristão? A palavra cristão até onde sei quer dizer pequeno cristo, ou seja, uma cópia do Verdadeiro. O que vemos nos dias atuais é que dizer que é cristão virou um tipo de “status”, há alguns anos atrás ser cristão era sinônimo de honestidade, hoje já não é mais e não porque aqueles que não o são acusam os que são de ladrões e coisas piores. Infelizmente vemos pessoas públicas que se proclamam cristãos mas na verdade são um péssimo exemplo para a sociedade.

Então o que é ser cristão? Ser cristão é primeiramente seguir os mandamentos que Jesus nos ensinou: “Respondeu-lhe Jesus: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.” ( Mateus 22: 37-39 )

Deus, meu querido, não procura grandes pessoas espirituais, Deus procura aqueles que tem um coração puro, amoroso, voltado para o bem, Jesus ensina: “Ide, pois, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifícios. Porque eu não vim chamar justos, mas pecadores.” ( Mateus 9: 13 )

Ser cristão, meu querido, é sentir grande tristeza em ver uma pessoa perdida nas drogas, na bandidagem, na prostituição, etc. Ser cristão é estar pronto para ajudar independentemente da religião que a pessoa professa, Paulo mostra o que vem a ser um verdadeiro cristão em: “Digo a verdade em Cristo, não minto, dando testemunho comigo a minha consciência no Espírito Santo, que tenho grande tristeza e incessante dor no meu coração. Porque eu mesmo desejaria ser separado de Cristo, por amor de meus irmãos, que são meus parentes segundo a carne.” ( Romanos 9: 1-3 ) Será que temos a coragem de fazer a mesma declaração?

E ainda: “Pois, sendo livre de todos, fiz-me escravo de todos para ganhar o maior número possível: Fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus; para os que estão debaixo da lei, como se estivesse eu debaixo da lei (embora debaixo da lei não esteja), para ganhar os que estão debaixo da lei; para os que estão sem lei, como se estivesse sem lei (não estando sem lei para com Deus, mas debaixo da lei de Cristo), para ganhar os que estão sem lei. Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns. Ora, tudo faço por causa do evangelho, para dele tornar-me co-participante.” ( I Corintios 9: 19-23 ) Será que o nosso amor pelas pessoas consegue quebrar as barreiras das tradições e da religiosidade?

Infelizmente muitos dos que se dizem cristãos e tem influencia sobre um grande número de pessoas procuram cada vez mais apresentar os defeitos dos outros, não temos que ficar apresentando defeitos, temos que mostrar como é bom ter uma vida totalmente dependente de Jesus Cristo. Vemos cada vez mais as nossas igrejas cheias, isso é muito bom, mas não é só dentro da igreja que devemos estar, devemos levar a Palavra de Deus a cada canto da sociedade, devemos ter um testemunho exemplar para que através da nossa vida as pessoas possam ver o quanto é bom seguir e servir a Jesus Cristo, muitas vezes, eu diria a maioria das vezes, os nossos atos falam muito mais do que muitas palavras. Para ser de verdade um cristão devemos viver como Cristo viveu, andar como Cristo andou e principalmente amar como Cristo amou, Jesus esteve aqui e as pessoas o seguiam a principio pelo que Ele era e fazia e não pelo o que Ele falava. Quantas pessoas será que confiaram a sua vida nas nossas mãos? Quantas pessoas colocariam a mão no fogo por nós?

A Bíblia ensina que a nossa palavra deve ser: “Mas, sobretudo, meus irmãos, não jureis, nem pelo céu, nem pela terra, nem façais qualquer outro juramento; seja, porém, o vosso sim, sim, e o vosso não, não, para não cairdes em condenação.” ( Tiago 5: 12 )

Será que a nossa palavra tem sido se sim, sim e se não, não?

Que sirva essa mensagem para que possamos pensar em como temos agido como cristãos e não para servir de acusação para essa ou aquela pessoa, para essa ou aquela denominação, a Bíblia diz que somos o corpo e Jesus o cabeça então temos que fazer a nossa parte mesmo que outros não façam a suas.

Tudo isso aqui escrito é para divulgar a Palavra do nosso Deus e levar a vontade dEle ao maior número de pessoas possível, que Deus através destas palavras possa mostrar a quem lê, a Sua perfeita vontade, tudo isso em nome do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Sobre Estudos Cristãos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>