Capa » Namoro e Noivado » Namoro Pink e Cérebro

Namoro Pink e Cérebro

Este tipo de noivado está baseado no famoso desenho animado transmitido pela televisão chamado “Pinky e Cerebro”. Este estilo de namoro é muito divertido e cruel. Já que um do dois é um grande sonhador e o outro é seu complemento perfeito em tudo lhe diz que sim.

Com propósito de ficar bem porque está apaixonada, a namorada, a tudo lhe diz que sim, mesmo que vá contra de seus ideais, valores, normas e sonhos.Já viu algum namorado lavando pratos em seus primeiros dias de namoro para ficar bem com a namorada ou a sua sogra? Já viu alguma noiva mudando de roupa porque ele não está de acordo com sua vestimenta ? Já viu a um esposo gastando todo o dinheiro com acessório para o carro, e a sua esposa dizendo: não importa amor, logo conseguiremos o dinheiro da comida? Já viu a uma noiva que antes tinha muitos amigos, porém agora não fala com nenhum deles, porque seu noivo fica chateado? São sem duvidas, muitos Pinks controlados por cabeçudos Cérebros.


Cérebro
é muito egoísta, sua única motivação é conquistar o mundo, não lhe importa nada mais. Incluso isso não lhe importa a Pinky, e só o utiliza porque necessita da aceitação de alguém. Se aproveita do pobre Pinky. Na realidade Pinky é muito tonto, é o único que faz as loucuras de seu amigo cabeção. É o único que o escuta, o único que acredita nele. Cérebro tem uma causa definid :

” Conquistar o mundo ! ” Pinky tem uma causa definida: “Concordar em tudo a Cérebro para ele chegue a conquistar o mundo!” Vê o problema? Podem ver a crueldade?

Só um dos dois é feliz , ou pelo menos trata de ser mediante seus sucessos (Cérebro) .


A felicidade do outro depende totalmente do primeiro ( não é feliz por si mesmo e nada se preocupa por fazer feliz a ele) Estes famosos Pinky’s não tem sonhos, tudo lhe parece bem, já se adaptou a realidade. Depende absolutamente de um guia louco, de um cabeção, que lhe diga o que fazer. Precisa de critérios. Este é o vivo exemplo da mãe que por amor a seus filhos permite que seu marido seja infiel e não reclama por causa de sua família. Ou ainda o caso meninas que mudam de religião, de sapatos, de maneira de falar, ou vestir por causa do seu amor. Estudam ou deixam de fazê-lo por causa de seu amor. Vivem o deixam de fazê-lo por causa de seu amor. O que acontecerá no dia em que seu parceiro lhes diga: Já não podemos estar mais juntos? Os Pinks são controlados, traumatizados, e em muitos casos humilhados.

Acreditam que sua vida devem girar em torno dos demais. Há uma grande diferença em fazer a vontade por amor, ou por intimidação ou manipulação, O que se faz por amor é inteligente, é sábio.
O que faz a vontade do outro por intimidação ou manipulação é candidato a ser um a mais da equipe dos Pinkys.
Os Cérebros são inteligentes, calculadores, pensam somente em si próprio. Em suas metas e sucesso. Se estão tristes todos os que estão a volta não serve, mas se estão contentes todos devem celebrar.

” Não é que são maus, é que não sabem que podem ser bons e alguém tem que dizer a eles”

( Frase Don Bosco)


Na realidade só necessitam um poço de enfoque, de alguém que lhes digam onde devem aterrizar. Com isto me refiro que necessitam de alguém que lhes ponham os pés na terra, ainda que se chateiem. Alguém que lhes diga que seu egoísmo termina a ser um zumbi, um ser humano com muito pouco de humano e nada de ser.
Que suas atitudes de conquistas pessoais não devem destruir ao seres que lhes amam. Pois afinal esses seres humanos são os únicos que acreditam neles e fariam o que for por eles. O problema é que uma vez que os Pinks despertam do seu hipinotismo descobrem que não fizeram outras coisas, e que perderam tempo com alguém que nunca os valorizou. E esse será o momento de perder o seu único seguidor, o fiel e grande amigo Pinky. Isto me faz recordar de alguns amigos que perderam grandes relações por não dar conta a tempo de sua conduta e quando caíram em si, já nada puderam fazer.


Por : Carlos Vargas

Sobre Pastora Regiane

Esposa, mãe, escritora, tradutora e intérprete. Pastora de Jovens atualmente no Brasil. Junto com seu marido trabalhan no ministério de jovens e o ensino da palavra de Deus.

2 comentários

  1. Muito bom o seu texto.
    Namorei 2 anos e 2 meses, ela terminou há um pouco mais de uma mês.
    Nosso namoro girou um pouco nesse sentido que vc descreveu, no comeco era mais. Porém muito com relação as minhas vontades, nao a usava, mas eu era sempre a prioridade.
    Depois fui tentando mudar e prestar mais atenção no q ela precisava, ela por ser muito sensível se retraia muito achando que eu a estava criticando.
    Fui o primeiro namorado dela e antes de mim ela só ficou com dois garotos. Começamos a namorar ela tinha 20 anos hoje tem 22.
    Ela é católica nao praticante e eu tenho conhecimento do senhor, porém antes de começarmos a namorar eu estava desviado e assim continuei.
    Estava numa fase onde nao orava e minha vida era cega, bar com amigos, cigarro essas coisas. Porém ela mesmo nao sendo cristã nao bebe, nao fuma.
    Ela terminou o namoro, disse que nao se sentia valorizada e que muitas vezes a criticava e q nao aceitava quem ela era.
    Reconheço q errei muito com ela, porém nosso namoro nao foi so isso.
    Tínhamos cumplicidade, amor, sonhos, muitos momentos maravilhosos, ajudávamos uns aos outros.
    Nos ultimos meses antes dela terminar eu a sentia distante de mim, como se a paixão dela estivesse se acabando, ela nao dizia oq estava acontecendo e estávamos brigando muito, por coisas boba.
    Depois que ela terminou eu corri atras, tentei conversar e ela dizia que era tarde demais e que queria viver a vida dela.
    Ela esta fazendo coisas que nao a reconheço nela mesmo antes de começarmos a namorar.
    Sai pra balada com as amigas, mudou seu estilo de vestir, fala diferente. Ela diz que esta diferente pq esta sendo ela, pois nao foi ela mesma comigo.
    Nao entendo, pois mesmo antes de namoramos ela era retraída, tímida, tinha vergonha do seu corpo e nao gostava de chamar atenção, ao decorrer do nosso namoro eu fui ajudando-a q muda isso e até mesmo ela reconhecia isso.
    Bom hoje ela diz que nao fomos nem 10% felizes e nunca foi tão feliz em sua vida quanto esta sendo agora, fala comigo sempre com tom de briga e diz que quer viver a vida dela, “feliz e leve” e que qr q eu siga minha.
    Passei por um período horrível depois do termino, pior ainda sabendo que ela estava saindo. Mas Deus vem tocando no meu coração e me trazendode volta pra ele.
    Fico mal em pensar que nao a tenho mais, que aquele sonho acabou, tambem e principalmente com o sentimento de rejeição já a q ela esteve sempre ao meu lado.
    Sinceramente nao acho q ela esta fazendo tudo isso pra me afetar e sim pq realmente esta feliz, sim isso de certa forma incomoda.
    Estou entregando minha vida nas mãos do senhor e ele tem me consolado.
    Sei q tenho sentimentos por ela, que a quero comigo, porém preciso aquietar meu coracao até mesmo para com o divertimento do senhor saber se a amo mesmo.
    Tenho lido alguns post do site e estou gostando.
    Gostaria muito de uma opinião cristã sobre como proceder com meus sentimentos, pensamentos e até mesmo com as ações dela q de certa forma me atingem. Sei que so o senhor é a resposta e tenho orado muito pra compreender sua vontade.

    Obrigado.

  2. Belo artigo… com essa alegoria do “Pink e Cerebro” fico bem mais manjado pra perceber os detalhes..

    ;D

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>